Nome: Tamires Silva
Idade: 17 
Clipe favorito: Familiar Taste Of Poison
Música Favorita Ao Vivo: Rock Show.<3
Momento Mais Marcante Do Show: Foi quando a Lzzy faz uma "pegadinha" com a gente,antes de cantar Mz. Hyde.Tudo mundo pula e canta "Mz. Hyde!",e ela fica só olhando.kkkkkkkk.Foi o mais marcante pra mim.*-*



Depoimento:
Eu moro atualmente em Araxá, MG,e nunca tinha viajado sozinha e muito menos visto um show.E tive o prazer de ver minha banda favorita em SP.Foi muito emocionante pra mim.Eu iria no show com uma tia minha,mas ela deu o ingresso dela pra uma amiga minha de infância,e ficou esperando o show acabar do lado de fora do Carioca Club.E ficou tão preocupada,a coitada, que disse que nunca mais me leva em show algum!

Olha ela aqui! E detalhe:ela não gosta de rock!Ficou horrorizada ao ver os looks das pessoas.Foi um dos melhores dias da minha vida.:)
Fotos:

Nome: Kevelyn Fernandes
Idade: 19 anos
Clipe favorito: Familiar Taste of Poison
Música favorita ao vivo: Freak Like Me, Rock Show e Here's To Us,
Momento mais marcante do show: Foi a performance da música Freak Like Me, a qual para mim, foi uma das melhores do show e transmitiu o próprio sentimento de cada Freak presente. "It’s our time now, to let it all hang out". 

Depoimento:
Dia 16 de junho de 2013 foi incrível. Após o anúncio oficial da banda, eu já estava me preparando para o grande dia, o primeiro show do Halestorm no Brasil. Com isso, algumas ideias foram surgindo com a equipe do fã clube, a qual eu faço parte e fizemos de tudo para colocar em prática.  

Antes do dia chegar, eu mal consegui dormir de tanta ansiedade. Chegando ao Carioca Club, já fui reconhecendo alguns fãs que fazem parte do grupo do Halestorm Brazil; o dia todo passei andando por lá, pegando assinaturas dos fãs na bandeira personalizada, e aproveitando todo o momento; algumas horas depois, Joe até arriscou sair do backstage para cumprimentar os fãs na fila, e eu fui a primeira a vê-lo e ainda ganhei um high-five junto com um sorriso lindo.

Chegando ao momento do Meet&Greet, a expectativa aumentava mais ainda, foi um dos momentos mais incríveis que já aconteceu comigo e não tenho como descrevê-lo. Lzzy, Arejay, Josh e Joe são simpáticos e pessoas incríveis.

O show em si foi super memorável, tanto para os fãs quanto para eles. Ver Adrenaline Mob antes da apresentação do Halestorm, foi também algo que completou o dia. Foi realmente o dia em que todo Freak espera ter novamente.

Agradecimentos especiais: Toda equipe do Halestorm Brazil, a produtora Liberation MC e claro, ao Halestorm. Sem vocês, o dia não teria sido o mesmo.

Fotos:




http://distilleryimage3.ak.instagram.com/907671b4d6bd11e2ade722000a1faea4_7.jpg


Nome: Ketelyn Fernandes
Idade: 19 anos
Clipe favorito: Familiar Taste of Poison
Música favorita ao vivo: Freak Like Me/ Here's To Us/ I Miss The Misery
Momento mais marcante do show: Aconteceram vários momentos marcantes, mas um que eu posso destacar, foi a apresentação de 'Freak Like Me', era uma que eu mais esperava para ver ao vivo, por ser uma das minhas músicas favoritas. E para a música, havíamos preparado um FlashMob, que ficou memorável, a reação da banda foi incrível.

Depoimento:
Não consigo encontrar palavras para descrever como foi esse dia para mim, tudo o que aconteceu, teria sido muito diferente, se um dia, eu não tivesse entrado para a equipe do Halestorm Brazil.
Me lembro muito bem o dia em que os membros começaram a divulgar nas redes sociais a vinda à América Latina, para a primeira turnê da banda, logo quando a venda dos ingressos começaram, eu fui na Galeria do Rock comprar o meu ingresso para começar a contar os dias para o show.
As preparações, por parte do fã clube, também se iniciaram, eu e os outros membros da equipe, pensamos como poderíamos deixar aquele dia ainda mais memorável. Então, uma das ideias, foi personalizar uma bandeira do Brasil com o logo da banda, logo que recebi a bandeira já imaginei várias assinaturas dos fãs e a mesma, sendo entregue ao Halestorm, o que de fato aconteceu, para a minha completa alegria.
Não posso deixar de comentar também, que graças ao apoio da produtora Liberation MC, tive a oportunidade de conhecer a banda, momento que qualquer fã não se limita a esperar.
E para fechar o dia com chave de ouro: o show.
Eu deixo a própria música da banda 'Rock Show', resumir tudo por mim, porque eu estava em um show de Rock, na primeira fila, cantando e sentindo o som, sabendo que eu não seria a mesma novamente.
Fotos:  

Nome: Jéssica Correia
Idade: 22 anos
Clipe favorito: I Miss The Misery
Música favorita ao vivo: Familiar Taste Of Poison e Here's To Us
Momento mais marcante do show: O show todo foi muito marcante, em Here's To Us senti como se aquilo fosse, não um show, mas uma reunião de bons amigos curtindo uma noite juntos e se divertindo juntos. Mas, se tiver que escolher um único momento, citaria Break In, a emoção da Lzzy no final da música foi algo indescritível, algo que vai além da explicação humana. Chorei igual bebê!

Depoimento:
Não tenho muito como explicar o que foi esse show pra mim, aliás, ainda não inventaram palavras que possam descrever o que senti aquele dia. Quando fiquei sabendo que o Halestorm viria para São Paulo não pude conter minha alegria. Contei os dias até que finalmente comprei os ingressos (acho que fui uma das primeiras pessoas a comprar via internet). Alguns dias depois fui surpreendida com a venda do Meet & Greet com a banda e não hesitei em comprar (confesso que li, pelo menos, umas dez vezes as explicações sobre o M&G pois não acreditava que realmente era verdade). A partir daí, a ansiedade só aumentava, eu não conseguia mensurar que, além de vê-los ao vivo, iria conhecer eles, chegar perto deles, abraçar eles.
Quando chegou o grande dia, borboletas do tamanho de búfalos tomaram conta do meu estômago. Cheguei ao Carioca Club um pouco antes das 15h, peguei meus ingressos e fiquei aguardando. As horas não passavam e eu não sabia mais o que fazer para me distrair; dei umas 15 voltas na fila, conferi umas 200 vezes se meus documentos para o M&G estavam corretos, assinei a bandeira do HBR (bandeira linda, diga-se de passagem) e comi... comi, comi e comi... sabe como é, ansiedade faz a gente ter fome, e não podemos ignorar os apelos de nosso estômago, certo?! Após algumas horas (que mais pareciam meses) uma van chegou e todos começaram a se agitar; eu pensei "não são eles... eles não iriam entrar por aqui", mas eram eles, simples, sorridentes, simpáticos, amáveis e lindos. Chegaram esbanjando sorrisos, acenando para nós, tão perto, tão real; alguns minutos depois, Joe surpreende a todos saindo para tirar fotos e dar autógrafos, ali, na nossa frente, sem uma barreira de seguranças impedindo, só ele lá, sorrindo, acenando, tirando fotos, abraçando, sendo lindo e simpático como ninguém, nada igual qualquer outro show que eu tenha ido; ok, a ficha estava começando a cair!
Mais alguns minutos de espera e finalmente nos chamaram para o M&G. Entramos, formamos uma fila e ficamos aguardando. De repente, eles surgem na nossa frente; eles estavam realmente ali, era mesmo o Halestorm, era real e meu coração disparou. Quando estava quase na minha vez, um dos seguranças me perguntou "E ai, ansiosa?", eu respondi "Nossa, e como! É uma emoção grande né, conhecer seus ídolos!" e ele respondeu "É mesmo, ainda mais eles que são super simpáticos. Olha, já trabalhei com muita banda, mas gente boa como eles eu nunca tinha visto! São humildes, super simpáticos, educados com todo mundo, todos eles, sem exceção. E a Lzzy, nossa ela é a mais simpática de todos, um amor de pessoa, você vai ver!", e quando percebi, era minha vez e o segurança finalizou "Vai lá, aproveita!", e eu fui. Daqui em diante não consigo explicar o que se passou comigo, a emoção que senti naquele momento foi algo que não pode ser descrito em palavras. Eu me lembro de poucas coisas, lembro que estava com um sorriso estúpido no rosto, daqueles de criança quando ganha o melhor presente de Natal do mundo; lembro que entreguei uma carta que uma amiga havia me pedido para levar para Lzzy, consegui dizer "My friend ask me to give you this" e ela respondeu com um sorriso enorme e uma carinha de emocionada com um "Awn, thank you honey! Thank you!"; lembro de dizer ao Arejay "Can I give you a hug?" e ele responder "SURE!", deu a volta na mesa que estava a sua frente e me abraçou (eu parecia uma anã perto dele, que vergonha hahahaha); lembro de mal deixar o Joe e Josh falarem hahahaha... Joe foi se apresentar, "Hi I'm Jo..." e eu logo o cortei com um abraço e um "HI JOE!", ele riu e me deu um abraço forte, e o mesmo aconteceu com Josh, mal deixei ele se apresentar e já fui logo pulando dizendo "HI JOSH", e ele também me abraçou forte e disse "HELLO"; perguntei se eles estavam ansiosos e eles todos disseram "Sim, estamos. Muito ansiosos.". Mas o momento mais especial, sem dúvidas, foi a Lzzy. Não consigo me lembrar de muita coisa que disse pra ela (e confesso que tenho até medo de ter sido antipática ou algo assim), pois a emoção foi grande, MUITO grande; me lembro de te-la abraçado forte e de, no momento que a abracei, ter me dado um nó na garganta e uma vontade muito grande de chorar, mas consegui me controlar para não fazer "feio" na frente deles. Acredito que, no momento em que abracei Lzzy, meu coração parou por alguns segundos, senti uma gratidão tão grande vindo dela, como se, a cada olhar, ela nos agradecesse por todo o carinho e por estamos tornando aquele dia especial pra eles; mal sabia ela que eles estavam fazendo daquele dia, o mais especial de nossas vidas (ou, pelo menos, da minha). Saí de lá desejando a eles um ótimo show e todos respondendo "Thank you! Bye bye, see you out there!" e, a última coisa que eu me lembro do M&G, foi Lzzy dizendo "Bye sweetheart!". Depois daquilo, fiquei tremendo por, pelo menos, 40 minutos e repetindo igual boba "Cara eu não to acreditando, eu abracei eles, eu falei com eles e eles são tão lindos, tão simpáticos, tão bonzinhos, tão cheirosos. E a Lzzy? Gente que mulher linda, fofa, simpática! O Joe, o Josh, meu Deus, abracei o Arejay. Não to acreditando!" (e quando eu digo que fiquei repetindo, é por que fiquei repetindo MESMO, várias e várias vezes a mesma coisa, igual vitrola quebrada).
Quando ao show, não tenho muito o que dizer, os vídeos falam por si. O público foi incrível, assistir o show na grade (o primeiro show que eu fiquei na grade) é indescritível! Ver os olhinhos da Lzzy marejados depois de "Freak Like Me", ver ela segurando a emoção durante o show inteiro, depois vê-la desabar em "Break In" (o que me fez desabar junto), ver eles todos tirando fotos, filmando (Joe filmou "Break In" inteira com o celular), ver a gratidão e o sorriso deles a todo momento, nada disso tem preço e nada disso pode ser explicado. Só quem sente/sentiu sabe o que é e como é e, para cada pessoa, o sentimento foi diferente, a emoção foi diferente. Posso apenas dizer que, para mim, o dia 16 de Junho de 2013 está marcado como um dos melhores dias da minha vida! Só tenho a agradecer à Liberation por tê-los trazido para o Brasil, ao HBR pelas campanhas feitas e demostrações de carinho que ajudaram a chamar a atenção dos produtores e, é claro, ao Halestorm, por todo o amor e carinho que têm conosco, por não nos ignorarem e dedicarem alguns minutinhos de seus dias a nos responderem em suas redes sociais, por serem uma banda tão próxima dos fãs e por nos permitirem serem próximos deles e, por último, porém não menos importante, por terem feito daquele domingo um dia mágico, encantador e inesquecível... pelo menos para mim!

Arejay, Joe, Josh e minha linda e querida Lzzy... eu amo vocês, muito! Obrigada por tudo! =)
Fotos:




 

Setlist completa:
1. Love Bites (So Do I)
2. It's Not You
3. Freak Like Me
4. You Call Me a Bitch Like It's a Bad Thing
5. Dirty Work
6. Innocence
7. Rock Show
8. Break In
9. Familiar Taste of Poison
10. Drum Solo (com participação de Mike Portnoy)
11. Straight Through The Heart (Dio cover)
12. Daughters of Darkness
13. Mz. Hyde
14. I Get Off
Encore:
15. Here's to Us
16. I Miss The Misery 

Áudio:














































Download em zip
Download música por música


Vídeos:

Love Bites (So Do I)


It's Not You


Freak Like Me


You Call Me a Bitch Like It's a Bad Thing


Dirty Work


Innocence


Rock Show



Break In



Familiar Taste of Poison



Drum Solo (com participação de Mike Portnoy)

Straight Through The Heart (Dio cover)

Daughters of Darkness



Mz. Hyde



I Get Off



Here's to Us



I Miss The Misery

Realização: Produtora Liberation Music Company
Data: 16 de junho de 2013
Local: Carioca Club em São Paulo (capacidade para 1.000 pessoas)
Faixa etária: Menores de 14 anos somente acompanhados de responsável

Banda de abertura: Adrenaline Mob
Abertura da casa: 18:00
Adrenaline Mob no palco: 19:00
Halestorm no palco: 20:30

Valores dos ingressos:
R$80 (pista - estudante)
R$100 (pista - promocional - primeiro lote)
R$120 (pista - promocional - segundo lote)
R$160 (pista - inteira)
R$ 200 (camarote)

Banner de divulgação:

No domingo, o Adrenaline Mob e o Halestorm realizaram os últimos shows da turnê pela América Latina e nós do Halestorm Brazil gostaríamos de compartilhar com vocês a nossa review sobre as apresentações que com certeza, nunca sairão da memória dos fãs que lotaram o Carioca Club em São Paulo.

O Adrenaline Mob deu início do que seria uma noite com apresentações, solos de guitarra e bateria, participações especiais, declarações e homenagens memoráveis.

A banda apresentou as músicas do álbum Omertá (2012) e como aconteceu nos outros shows da turnê, Lzzy subiu ao palco durante o cover Come Undone (Duran Duran) e sentiu um pouco antes dos outros membros do Halestorm a energia dos fãs brasileiros!

Foto por Renan Facciolo

Vídeo:


Logo depois do incrível dueto entre Russell Allen e Lzzy Hale, o vocalista Tim "Ripper" Owens que estava em São Paulo, subiu ao palco para realizar a participação surpresa no cover The Mob Rules (Black Sabbath).

Foi também o último show do baterista Mike Portnoy como membro do Adrenaline Mob, ele foi homenageado pelos fãs no show e agradeceu em sua página no facebook após o show:
Último show SURPREENDENTE com o Adrenaline Mob no Brasil .. talvez um dos melhores que já tive! Acompanhado pela Lzzy Hale durante Come Undone e Tim Ripper Owens em The Mob Rules!
Triste de ver esse capítulo final do AMOB... Espero que um dia na estrada nossos horários podem se re-alinhar e nós poderemos fazer um pouco mais de mágica juntos!! \ m /

Halestorm:

Quando o show do Adrenaline Mob acabou, houve uma pausa para que o palco fosse ajustado para o Halestorm, enquanto isso a ansiedade foi crescendo mais ainda.

Todos estavam preparados para homenagear a banda com as plaquinhas durante as músicas Freak Like Me e I Miss The Misery, além das bexigas brancas e vermelhas em Here's To Us.

O show começou com Love Bites (So Do I) e logo na primeira música, foi possível perceber o motivo de tantos elogios nas apresentações da banda, ainda viria muito mais.

Em Freak Like Me aconteceu a primeira homenagem da noite, todos ergueram suas plaquinhas de "Freak" e surpreenderam a banda. No final da música, Lzzy pediu um tempo aos membros para agradecer, enquanto o guitarrista Joe registrava as imagens em seu celular:
"Brasil, esta noite todos nós neste palco estamos celebrando 10 anos e nesses 10 anos nós nunca vimos isso antes, muito obrigada! Eu nunca esquecerei esta noite!"
Foto por Portal do Inferno
Vídeo:


A banda seguiu sua apresentação impecável com You Call Me a Bitch Like It's a Bad Thing, Dirty Work, Innocence, Rock Show.

Com Lzzy Hale no teclado pronta para começar a tocar Break In, aconteceu um dos momentos mais emocionantes da noite. Antes mesmo de começar a tocar, ela realizou um discurso emocionante a respeito da vinda ao Brasil:
"Eu gostaria de tocar uma música de amor para vocês, Brasil. Esta noite, meu sonho virou realidade. Vocês conhecem meu irmão na bateria, certo? Ele e eu criamos essa banda quando eu estava com 13 anos e ele com 10 anos. E desde que criamos esta banda, nós queríamos vir ao Brasil, foram anos e anos "Por que não vamos ao Brasil?", eu conversei com muitos de vocês no twitter e facebook e todos vocês perguntando "Quando vocês virão ao Brasil?". E finalmente nós estamos aqui, muito obrigada por isso."
No primeiro refrão da música, a vocalista sentiu a emoção do público ao deixar todos seguirem com a letra.

Segue o vídeo:


E por fim, não conteve a sua emoção:
Foto por Renan Facciolo

A setlist continuou com uma das músicas mais queridas do primeiro álbum da banda, Familar Taste Of Posion e em sequência, Arejay Hale mostrou suas habilidades na bateria e para deixar o Drum Solo mais agitado, Mike Portoy, baterista do Adrenaline Mob subiu ao palco e dividiu a bateria com Arejay, os dois continuaram se divertindo com a platéia, até que Arejay deu espaço ao Mike Portnoy para o vê-lo tocar e pular na bateria, Arejay também puxou o coro para homenagear Portnoy, por seu último show com o Adrenaline Mob, e por fim, para o delírio da platéia, Arejay perguntou "E ai brasileiros, tudo bem?" e pegou um papel onde leu também em português: "Eu te amo, com todo o meu coração, São Paulo".

Foto por Portal do Inferno

Vídeo:


Como de costume, foi apresentado o cover Straight Through The Heart (James Dio) com muita energia. Em Daughters Of Darkness, Lzzy dedicou a batida da música para as garotas, se divertiu no começo de Mz. Hyde e a banda tocou I Get Off antes do encore.

Tudo passou tão rápido, até que chegou a hora de colocar em ação o segundo flashmob, os membros deram uma pausa e voltaram com copos e bebidas para celebrar em Here's To Us. Em uma apresentação emocionante os balões brancos e vermelhos enfeitaram o Carioca Club, e ao final da música Lzzy expressou seu amor ao falar em português: "Eu te amo Brasil!"

Foto por Portal do Inferno

Vídeo:


Para fechar o show com chave de ouro, Lzzy e Joe iniciaram um solo e antes de I Miss The Misery ser iniciada, os cartazes com "Oh" foram levantados, deixando os membros surpresos novamente.

Vídeo:


Setlist completa:
1. Love Bites (So Do I)
2. It's Not You
3. Freak Like Me
4. You Call Me a Bitch Like It's a Bad Thing
5. Dirty Work
6. Innocence
7. Rock Show
8. Break In
9. Familiar Taste of Poison
10. Drum Solo (com participação de Mike Portnoy)
11. Straight Through the Heart (Dio cover)
12. Daughters of Darkness
13. Mz. Hyde
14. I Get Off
Encore:
15. Here's to Us
16. I Miss the Misery